Mulheres Do Mundo Inteiro Foram Às Ruas Protestar Por Seus Direitos No Evento Que Ficou Conhecido Como 8m.

O cruzamento da Avenida Victor Ferreira do Amaral com a Rua Konrad Adenauer, no bairro Tarumã, Em Curitiba, será bloqueado a partir deste sábado (10) para obras de drenagem que serão feitas na região. Os trabalhos tiveram início às 8h e devem ser concluídos na quarta-feira (14). Na Victor Ferreira do Amaral, sentido bairro-Centro, o trânsito ficará em meia pista nas proximidades do cruzamento com a Konrad Adenauer. Na Rua Konrad Adenauer, há bloqueio total de trânsito no cruzamento com a Victor Ferreira do Amaral e na esquina com a Rua José Veríssimo. Os desvios podem ser feitos pela José Veríssimo, Vereador Nicolau Lange e Avenida Cel. Augusto de Almeida Garret. A Rua Professora Olga Balster também terá bloqueios de trânsito nos cruzamentos com a Rua 21 de Junho e a Victor Ferreira do Amaral. A obra de drenagem será feita no córrego que passa no canteiro central da Victor Ferreira do Amaral.

Mulheres de Curitiba e Região Metropolitana organizam ato de 8 de março Ato deste ano terá como tema “mais direitos, nenhum retrocesso. Resistência e luta feminista” Em 2017, ato reuniu 5 mil mulheres em Curitiba. Outros 14 municípios do Paraná também tiveram manifestações / Mídia Ninja Mulheres estão participando de reuniões semanais para organizar o ato do dia internacional das mulheres, em 8 de março. Definido na última quinta-feira (8), o mote da marcha deste ano será "Mais direitos, nenhum retrocesso. Resistência e luta feminista!”.  Reuniões acontecerão até março e a próxima está marcada para quinta-feira (15), às 18h30, no auditório do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais Curitiba (Sismuc). As organizadoras ressaltam que todas as mulheres estão convidadas a participar, mesmo se não tiver comparecido aos encontros anteriores.  O ato no dia 8 de março começará a partir das 16h30, com previsão de seguir até às 21h, na praça Dezenove de Novembro, no Centro da capital.  Em 2017, aconteceram protestos em 15 municípios do Paraná e a principal pauta foi contra a retirada de diretos sociais proposta pelo governo Temer. Em Curitiba, a marcha reuniu cinco mil pessoas entoando juntas o coro “aposentadoria fica, Temer sai”. Mulheres do mundo inteiro foram às ruas protestar por seus direitos no evento que ficou conhecido como 8M. No Brasil, o dia histórico foi marcado por dois principais motes: a Greve Internacional das Mulheres e, no cenário nacional, a luta contra a reforma da Previdência.

curitiba
2018-02-20 / Posted in